SINCODIV/SE - Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veîculos do Estado de Sergipe.

NotíciasSaiba tudo que acontece no setor.



Mar 26 2015

Toyota planeja fazer automóveis híbridos no Brasil

  •  Quinta, 26 de Março de 2015.

O Brasil se tornará o terceiro país a fabricar o híbrido Toyota Prius fora do Japão. Segundo uma reportagem publicada ontem no jornal japonês “Nikkei Asian Review”, a produção começará em 2018. Esses modelos combinam um motor convencional (a gasolina, álcool, diesel ou flex) com outro motor elétrico, reduzindo drasticamente o consumo e as Emissões.

O texto diz que a Toyota do Brasil está negociando com os governos federal e paulista um “tratamento preferencial” para fazer o modelo no país.

A ideia é usar as instalações da Toyota em São Bernardo do Campo para montar 1.500 Prius a partir de componentes importados do Japão. Com isso, os híbridos poderiam ser vendidos aqui a preços menores, além de conseguir facilidades tributárias na exportação para outros países da América do Sul. Se os planos derem certo, o Prius marcará o início da produção brasileira de carros híbridos.

Hoje, os Prius são feitos no Japão, na China e na Tailândia. No Brasil, o automóvel custa R$ 114.350. Com preço alto, o modelo teve apenas 400 unidades vendidas desde que chegou por aqui, em 2013. Em São Paulo há cerca de 150 Prius em uso como táxis. A tendência é de que este número aumente à medida que surgirem estímulos fiscais que estimulem o uso de carros ecologicamente corretos.

Pelos planos da Toyota, o Brasil será o primeiro país ocidental a produzir o modelo. Ainda segundo o “Nikkei”, a Toyota acredita que, a médio e longo prazo, os motoristas brasileiros e de países emergentes vão querer dirigir carros menos agressivos ao Meio Ambiente. Além disso, as regras de Emissões estão cada vez mais rigorosas.

A assessoria de imprensa da Toyota do Brasil confirma que existem negociações no sentido de fazer o Prius no Brasil, mas que, por enquanto, nada foi decidido.

Na segunda-feira passada, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin compareceu a um evento na fábrica Toyota em São Bernardo do Campo e se comprometeu a apoiar o projeto.

Foi na unidade de São Bernardo do Campo que a Toyota inaugurou sua primeira fábrica fora do Japão, em 1962, para produzir os jipes Bandeirante. Hoje, as instalações são usadas para forjar virabrequins e bielas para os sedãs Corolla e Camry fabricados nos EUA. Em breve, será implantado um terceiro turno, para fornecer peças de motor para o nacional Etios.

Fonte: O Globo