SINCODIV/SE - Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veîculos do Estado de Sergipe.

NotíciasSaiba tudo que acontece no setor.



Mar 05 2015

Comércio de motos cresce após alta nos combustíveis

  •  Quinta, 05 de Março de 2015.

Interesse por motos de baixa cilindrada aumentou nas concessionárias após o reajuste nos combustíveis. Intenção do público é buscar alternativa de transporte mais econômica.

A venda de veículos apresentou uma queda de 30% neste mês de fevereiro em Ponta Grossa, segundo números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotor (Fenabrave).

Além da retomada do IPI neste setor, que voltou a incidir integralmente desde 1º de janeiro, a alta nos combustíveis foram fatores para que os consumidores repensassem a aquisição de um automóvel. Entre os pesados (caminhões e ônibus), a alteração no Finame também reduziu as negociações. Contudo, diante desse panorama, outro segmento vê boas perspectivas de mercado: o motocilístico. De acordo com empresários do ramo, desde o início de fevereiro, após o reajuste na gasolina e no etanol (Segundo o levantamento, o preço do etanol passou de R$ 2,043 na última semana de janeiro para R$ 2,297 na semana passada; enquanto que na gasolina, o litro que custava R$ 3,027 antes dos reajustes, chegou a R$ 3,344) foi notado um grande movimento nas lojas, que resultaram em um incremento de vendas em até 40%.

Osmar Junior Traiano, sócio-proprietário da Corujonda, concessionária Honda no município, afirma que as vendas cresceram entre 35% a 40%, zerando o estoque da loja no mês passado. Ele avalia que houve uma mudança nos paradigmas para a escolha dos veículos de transporte pessoal. “O ramo de motocicletas está tendo uma venda bem expressiva, devido ao aumento dos combustíveis, por ser mais barato e econômico. Sempre acompanho as vendas, perguntando o motivo da compra, e percebo uma mudança no perfil das pessoas: em 2007 ou 2008, muita gente tinha a moto como primeiro veículo, mas agora ela é um meio alternativo, um segundo veículo”, relata.

Para aproveitar o momento, algumas concessionárias estão, inclusive, oferecendo melhores condições de venda, em parceria com as montadoras. “Realmente aumentou entre 30% e 40% a procura pelos modelos de baixa cilindrada, em função da economia. Por isso, a fábrica está ajudando, baixou o preço e está fazendo acordos com os bancos, para tentar facilitar a aprovação”, explica Raylan Calixto, proprietário da R3, concessionara Suzuki no município.

Fenabrave baixa projeção de vendas A Fenabrave revisou as projeções de vendas para o setor neste ano. Se a entidade esperava uma baixa de apenas 0,5% nas vendas, em relação a 2014, agora esse número foi elevado para 10%. De acordo com o balanço referente ao mês de fevereiro em todo o país, a redução nas vendas em relação ao mesmo mês em 2014 foi semelhante à observada em Ponta Grossa, de 28,3%, enquanto que, em relação a janeiro, a baixa foi de 26,7%. Em Ponta Grossa, a baixa em relação a janeiro deste ano foi de 25,4%.

Fonte: Jornal da Manhã