SINCODIV/SE - Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veîculos do Estado de Sergipe.

NotíciasSaiba tudo que acontece no setor.



Jan 06 2015

Concessionárias mantêm o IPI reduzido para a compra do carro zero quilometro

  •  Terça, 06 de Janeiro de 2015.

As alíquotas do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) voltaram aos percentuais normais de cobrança desde o último dia 1º de janeiro para a compra do carro zero quilometro, porém, as concessionárias sergipanas continuam a oferecer aos clientes as taxas reduzidas do imposto. Para garantir a permanência do benefício nos primeiros dias do novo ano, empresários investiram no estoque de veículos das suas respectivas marcas e  ainda disponibilizam outras vantagens para a aquisição ou troca pelo carro zero quilometro.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos de Sergipe (Sincodiv-SE), Cynthia Faria Souto, as vendas com o IPI reduzido permanecem em todo o estado até que os estoques das marcas sejam esvaziados. "Todas as concessionárias possuem estoque de veículos comprados antes do fim da redução do IPI . Então este é o momento de aproveitar a oportunidade e adquirir o veículo novo, além de outras ofertas oferecidas por cada uma das concessionárias", explicou a presidente do Sincodiv-SE.
 
??Otimista quanto ao mercado de automóveis para 2015, Cynthia Faria Souto aposta em boas vendas e destaca que o país precisa de uma reforma tributária. “O retorno da alíquota já estava prevista e como todo aumento de carga tributária não é o ideal. Acho que precisamos é de uma reforma do sistema tributário. Mas as consequências desse retorno irão depender muito de como irá se comportar a economia do país. Porém, como empresária sou otimista e acredito que em nosso país”, disse a presidente do Sincodiv-SE.

Com o retorno da cobrança integral  alíquotas  do IPI, o imposto do carro popular subiu  de 3% para 7%; o do carro médio de 9% para 11%, no modelo flex, e para 13% nos movidos apenas a gasolina. Já para o modelos acima de 2.0 flex e à gasolina mantém a taxa de 18% e 25%, respectivamente, sendo que os utilitários passaram do percentual de 3% para 4% a 8%.