SINCODIV/SE - Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veîculos do Estado de Sergipe.

NotíciasSaiba tudo que acontece no setor.



Dez 08 2014

Novembro registra queda nos emplacamentos de veículos, mas média diária cresce 5,64% para automóveis e comerciais leves

  •  Segunda, 08 de Dezembro de 2014.

De acordo com o levantamento realizado pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade que representa mais de 8 mil concessionários de veículos em diversos segmentos, o total de emplacamentos registrados, no mês de novembro, foi 4,84% menor que em outubro deste ano. Ao todo, foram comercializadas 420.961 unidades, entre automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, contra as 442.364 unidades em outubro. Se comparado com novembro do ano passado (440.223 unidades), a queda foi de 4,38%. No acumulado do ano, a retração de todos os segmentos somados foi de 7,36%, na comparação com o mesmo período de 2013.

Os segmentos de automóveis e comerciais leves apresentaram queda de 3,97%, totalizando 279.826 unidades em novembro, contra 291.388 em outubro. Se comparado com novembro do ano passado (288.184 unidades), o resultado aponta uma queda de 2,90%. No acumulado do ano, esses segmentos caíram 8,17%. Foram comercializadas 2.975.179 unidades de janeiro a novembro, contra 3.239.960 no mesmo período de 2013.

Apesar da queda, a média diária de vendas de automóveis e comerciais leves foi superior em novembro, com 13.991 unidades, ante 13.245 em outubro, num aumento de 5,64%. Segundo o presidente do Conselho Deliberativo e Diretor da Fenabrave, Flávio Meneghetti, a queda se deve ao menor número de dias úteis registrados em novembro (20 dias) em relação a outubro (22 dias). “Se considerarmos o volume diário de vendas, notaremos que há uma tendência de recuperação de vendas de automóveis nesse final de ano, e a queda registrada é proporcional ao número de dias úteis que, em novembro, foi menor que em outubro”, esclarece Meneghetti.

Acompanhe abaixo o desempenho de cada segmento:

Automóveis e Comerciais Leves
– O volume de emplacamentos de automóveis e comerciais leves alcançou 279.826 unidades em novembro, contra 291.388 em outubro, o que representa queda de 3,97%. Em relação a novembro de 2013 (288.184), este setor também teve queda de 2,90%. No acumulado, os segmentos registraram retração de 8,17%, com 2.975.179 unidades emplacadas em 2014, contra 3.239.960 no ano passado.

Caminhões –
O mercado de caminhões registrou baixa na comparação de novembro deste ano (12.167 unidades) com outubro (12.187 unidades), com queda de 0,16%. Já sobre novembro de 2013 (11.591), houve alta de 4,97%. Na comparação dos acumulados de 2013 e 2014, foram emplacados 123.357 caminhões até novembro deste ano, ante 140.213 unidades no mesmo período de 2013, com retração de 12,02%.


Ônibus - O segmento de ônibus apresentou queda de 18,93% no mês de novembro. Foram emplacadas 2.655 unidades, contra 3.275 em outubro. Na comparação com o mesmo período de 2013 (3.144 unidades), o segmento caiu 15,55%. Já no acumulado, o segmento de ônibus registrou retração de 11,72% entre 2013 e 2014.

Somados, os segmentos de caminhões e ônibus retraíram 4,14% no comparativo entre outubro e novembro. Já na comparação com novembro de 2013, registraram pequeno crescimento de 0,59%. No acumulado, queda de 11,96% para os dois setores somados.

Motocicletas –
O segmento de duas rodas apresentou retração de 6,97% em novembro, no comparativo com mês anterior. Foram emplacadas 111.956 unidades, contra 120.347 motos em outubro. Em relação a novembro de 2013 (122.225), este setor também teve queda de 8,40% e, no acumulado, a retração chegou a 5,30%.

Implementos Rodoviários –
Foram vendidas 4.780 unidades em novembro, contra 4.747 em outubro, alta de 0,70%. Em relação ao mesmo período do ano passado (5.677 unidades), o segmento retraiu 15,80% em unidades emplacadas, no acumulado de 2014 contra igual período de 2013, também ocorreu queda de 17,18%.

Outros – Outros veículos, como carretinhas para transporte, retraíram 8,09% ao comparar os meses de outubro e novembro. Já na comparação com novembro de 2013, registraram crescimento de 1,86%. No acumulado do ano, houve alta de 5,19%.