SINCODIV/SE - Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veîculos do Estado de Sergipe.

NotíciasSaiba tudo que acontece no setor.



Out 24 2014

Índices mostram produção industrial estável e confiança em alta

  •  Sexta, 24 de Outubro de 2014.

Dois indicadores industriais divulgados ontem apontam melhores resultados do setor em setembro e aumento da confiança dos empresários no desempenho dos próximos meses. A Sondagem Industrial, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que a produção no mês passado se manteve estável, interrompendo uma sequência de quedas iniciada em novembro de 2013.

O otimismo dos empresários em relação à melhora na situação dos negócios nos próximos seis meses, principalmente em bens de capital e intermediários, levou a um aumento de 1,8% em outubro, na comparação com setembro, na prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI), do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV).

Segundo Marcelo Azevedo, economista da CNI, a Sondagem Industrial trouxe "algumas boas notícias", além do indicador de produção, que ficou próximo da linha dos 50 pontos, o que significa estabilidade. O índice saiu de 48,2 pontos em agosto para 49,7 pontos em setembro. "Em 2013, houve sete meses de aumento na produção. Em 2014 nenhum mês mostrou aumento, mas setembro houve uma estabilidade", disse.

Outro indicador positivo apontado pelo economista foi "a diminuição no desaquecimento da indústria" de acordo com o índice da Utilização da Capacidade Instalada (UCI) Efetiva-Usual, que passou de 41,3 pontos em agosto para 42,5 pontos em setembro. A UCI, por sua vez, permaneceu em 72% na mesma comparação. A terceira boa notícia é a diminuição no excesso de estoques. "Não houve acúmulo de estoques ao longo desse último trimestre", disse Azevedo.

Essas boas notícias, porém, não chegaram ao indicador de emprego. "O número de empregados ainda mostra tendência de queda. O desaquecimento ainda está trazendo reflexos nessa área", disse Azevedo. O indicador passou de 46 pontos em agosto para 46,8 pontos em setembro.

A prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI) do Ibre-FGV também mostrou uma taxa positiva de confiança dos empresários pela primeira vez em 2014, o que não ocorria desde dezembro do ano passado. Apesar disso, o superintendente-adjunto de ciclos econômicos do instituto, Aloisio Campelo, disse que o desempenho preliminar do indicador não mostrou melhoras consistentes nas avaliações dos empresários sobre demanda e produção prevista.

Fonte: Valor Econômico