SINCODIV/SE - Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veîculos do Estado de Sergipe.

NotíciasSaiba tudo que acontece no setor.



Out 02 2015

GM visa crescimento de dois dígitos no lucro

  •  Sexta, 02 de Outubro de 2015.

A General Motors informou que sua recuperação está ganhando impulso com a melhora das margens, marcas fortes e novos mercados para veículos de alta tecnologia e perspectivas de lucros maiores nos próximos anos. A montadora número 1 dos EUA disse que projeta aumento no lucro por ação de US$ 5 a US$ 5,50 antes dos itens, ante os R$ 4,50 por ação que analistas de Wall Street esperam para este ano. A GM lucrou R$ 3,05 por ação em 2014 antes de itens.

A GM disse que irá aumentar seus retornos para investidores por fortes margens de lucros na China e na América do Norte, assim como as eficiências operacionais e as recompras de ações.

A melhora da economia dos Estados Unidos e o rápido crescimento de empregos e levaram as vendas de carros do país em 2015 para mais de 17 milhões de automóveis.

A GM, líder de mercado, mostrou um aumento de 4,2% no mercado norte-americano ao longo de setembro, o que se espera que esteja alinhado com o crescimento industrial. A GM informou que terá receita de US$ 155 bilhões este ano, assim como margens globais de 6,8% e um retorno de capital investido de 24%.

A empresa informou ainda que planeja cortar US$ 5,5 bilhões em custos administrativos e de produção, nos próximos três anos, para financiar um grande impulso em veículos autônomos e serviços de compartilhamento de carros de passeio.

A empresa informou aos investidores que a economia vai compensar os custos de investimentos com marca e tecnologia e estima que os serviços de compartilhamento de vão gerar receita extra.

A GM ainda anunciou que vai começar a testar uma frota de carros híbridos Volt de auto-condução no final do próximo ano, em seu campus de tecnologia em Detroit.

Durante apresentação anual aos acionistas, a montadora ainda afirmou que as iniciativas de crescimento global vão aumentar os ganhos sobre as ações na comparação com os níveis atuais. De acordo com a presidente-executiva da GM, Mary Barra, a montadora vê as novas tendências de mobilidade como uma oportunidade para romper com o atual modelo de negócios das empresas automobilísticas.

O serviço de compartilhamento de carros em cidades dos Estados Unidos deve começar no início de 2016, expandindo os esforços para competir por receitas de consumidores que querem pagar para usarem veículos em vez de serem donos deles.

Fonte: Jornal do Commercio Brasil